Coinbase multou US $ 6,5 milhões por inflar os volumes de negociação

Von | 27 März 2021

A Coinbase, uma das maiores bolsas de ativos digitais, foi considerada culpada de “wash trading”, uma manipulação de volumes de transações com o objetivo de enganar os investidores. Ela deve pagar a quantia de 6,5 milhões de dólares para operar dois programas de negociação automatizados que geraram pedidos idênticos para inflar artificialmente seu volume de transações de criptomoedas, de acordo com a decisão da Commodity Futures Trading Commission.

A startup californiana Coinbase, especializada na troca de criptomoedas, acaba de ser condenada a pagar uma multa de US $ 6,5 milhões pela Commodity Futures Trading Commission (CFTC), a agência federal responsável pela regulamentação das bolsas de valores nos Estados Unidos.

ACUSADO DE “NEGOCIAÇÃO DE LAVAGEM”

A Coinbase foi acusada de fornecer intencionalmente informações enganosas sobre seus volumes de negócios. Isso é chamado de “wash trading”, uma forma de manipulação que visa aumentar artificialmente o volume de negociação, fabricando transações não reais. Graças a esse golpe, a plataforma de câmbio faz acreditar que tem uma liquidez significativa, uma garantia de rentabilidade.

As atividades de “negociação de lavagem” relativas às transações de ativos digitais, das quais o Bitcoin faz parte, teriam ocorrido na plataforma de negociação “Coinbase Pro” (anteriormente GDAX) entre janeiro de 2015 e setembro de 2018.

DOIS PROGRAMAS DE NEGOCIAÇÃO AUTOMATIZADOS

Durante este período, a CFTC observa que a Coinbase operava dois programas de negociação automatizados, que às vezes geravam pedidos idênticos. A consequência disso foi o aumento artificial do volume de transações realizadas na plataforma e, portanto, o fornecimento de informações enganosas aos investidores.

Paralelamente, um ex-funcionário da Coinbase por um período de seis semanas usou “um dispositivo manipulador ou enganoso” para colocar ordens de compra e venda no par de negociação Litcoin / Bitcoin no GDAX, observa o regulador dos EUA.

“A comunicação de informações falsas, enganosas ou imprecisas sobre as transações prejudica a integridade dos preços dos ativos digitais”, disse Vincent McGonagle, diretor interino da Divisão de Execução da CFTC.

UM IPO ATRASADO
Esta decisão chega em um momento específico para a Coinbase, que estava prestes a se tornar pública. Essa operação está atrasada, segundo a Bloomberg. Os motivos desse atraso não foram especificados, mas a multa da CFTC poderia ter algo a ver com isso.